domingo, 29 de dezembro de 2013

Será que você pode, por favor, me deixar em paz por cinco minutos? Será que você pode parar de frequentar meus pensamentos e sonhos?
Sonhei com você pela enésima vez esse mês. Quem dera tivesse sido, de fato, um sonho. Há tempos não tenho um sonho ruim como esse. Acordei com um aperto no peito, tentando tirar essas imagens dolorosas da minha mente. E tentando a todo custo não acreditar que elas podem ser reais.
Eu queria poder falar contigo sobre isso e todos meus temores, mas mesmo em um mundo onde a tecnologia nos permite conversar com pessoas em todos os cantos do planeta, eu sou obrigada a engolir esses sentimentos e aguardar até a sua volta.
Eu quero (muito) te apagar da minha memória e coração até lá. Eu preciso disso. Preciso dessa paz.
(...)
Basta eu me sentir feliz por meio segundo que eu já penso que tudo pode se resolver de uma maneira positiva quando você voltar. Que tudo isso pode ter uma desculpa plausível. Que nós ficaremos juntos novamente, dessa vez pra valer.

Claro.

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

"... eu sou carinhoso e romântico quando tenho alguém com quem ser."

Primeiro, obrigada, fez com que eu me sentisse um nada, afinal, estou contigo para ser esse alguém, não?
Depois, analisando pela enésima vez tudo o que aconteceu, é, o problema sou eu, não você. Você sabe como deve tratar uma garota, você é um amor quando quer. E esse é o x da questão: quando quer. Eu provei desse carinho, foi por ele que me apaixonei. Porém, alguma coisa mudou, você mudou. E eu, tola, achei que o problema pudesse ser você. Mas não é. Sou eu. Sou eu quem está com você.
Você vem me tratando assim porque é comigo que você está, mas não é comigo que você gostaria de estar.
E eu só me pergunto por que você não tem coragem de olhar nos meus olhos e dizer isso.

domingo, 22 de dezembro de 2013

Quanto leva para a realidade te atingir? Pra você sentir que tudo acabou? Quanto tempo para aquela sensação ruim no estômago te fazer chorar?
Foi triste perceber que não haveria mais eu e você? Foi. Mas a tristeza passou com a mesma intensidade que veio. Não doeu, sequer fez chorar. Na verdade, até pareceu não ser importante.
Até agora.
Até lembrar daquela foto, daquele dia, do jeito como você falava e sorria. Só então tudo se encaixou.
Não há mais conversas. Não haverá mais sorrisos, tampouco você me olhando daquele jeito.
E, estranho ou não, eu sinto uma lágrima percorrer meu rosto da mesma forma que seus dedos costumavam fazer.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

17 Filmes para assistir antes de morrer


... ou apenas "meus filmes preferidos".

A ideia era escolher 10 filmes em uma lista com 30 títulos. Claro. Peça para uma libriana fazer isso e você verá que é impossível.
Consegui escolher 12 filmes. Logo, fui conversar com um ser supremo, sábio e decidido (leia-se minha irmã), para decidir qual filme excluir. O problema é que além de não me ajudar a excluir um, ela adicionou mais 2.
De 12 fui para 14, fora as animações, que eu havia optado por não colocar. No entanto, acrescentando eles eu teria 17 opções, e 17 também é um número legal.
Logo, a lista é composta por 17 títulos.

17 FILMES INCRIVELMENTE BONS

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Os que não se perguntam se alguém estará esperando, se será verdade ou se será mentira.
Os que não se perguntam se alguém vai escutar, se estarão perdendo tempo.
Os que não se perguntam se irão ganhar, se haverá alívio, se faltará muito.
Os que não se perguntam se o dia será bom, são os mesmos que também não se perguntam se o copo está meio vazio, porque para eles, o copo está sempre meio cheio.
Coca-Cola

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Assistindo ao vídeo postado ontem, percebi que realmente tenho problemas, um certo nível de TOC. Não é tanto quanto o do Neil Hilborn, graças à Deus, mas eu entendo como ele se sente.
Não sei por que as pessoas se cumprimentam com um beijo no rosto. É nojento. Você não sabe o que ela estava fazendo antes de te encontrar. Sempre que alguém me beija tenho vontade de lavar o rosto, e acabo lavando, mesmo que um tempo depois. E abraçar então? Meu bem, você é meu amigo do peito, irmão de fé? Não! Então não me abraça! Não me toque!
Agora, imagina como é para alguém que se sente assim beijar um garoto e ser abraçada por ele. Não é fácil. É algo que você até quer, mas ao mesmo tempo não consegue fazer, pois significa estar muito perto. Ainda mais se somado a isso você se sentir sujo quando alguém te beija (novamente aquela sensação de precisar de uns 20 banhos). Tenso.
Agora, pense que você é essa garota problemática, e que por um milagre você achou alguém que não te faz sentir assim, alguém que pode chegar perto que tu não vai querer empurrar para longe, alguém que, como Neil disse, pode te tocar sem que você queira tomar 123456789 banhos depois. Uma pessoa que te faz contar os minutos para vê-la (oi, de novo, TOC. Você e essa mania de ter tudo cronometrado, de saber exatamente quantos minutos levaram para te responder, quantos para te encontrar, quantos para chegar em certo lugar, tudo perfeitamente cronometrado e registrado).
Continuando, você acha essa pessoa e se esforça para que ela não perceba que tu tens esses pequenos distúrbios. Porque ela pode te abraçar, ela pode chegar perto. Ela pode até te beijar que você não vai querer tomar um banho em seguida. Quantas vezes você encontrou alguém que não te causasse repulsa?
E aí de repente ela muda do vinho para a água, e simplesmente abre a porta e vai embora.
Embora.
Como se você fosse um nada.
É assim que você se sente, e provavelmente é o que você é. Toda aquela luta, aquela batalha interior para controlar seus tiques de nada serviu.
Você está sozinha, de novo, com os seus temores. E mais uma vez você vai assistir a essa portinha se fechar.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

TOC

E lá vamos nós, dessa vez com um vídeo. Um dos mais fofos que eu já vi.
Um poema sobre o amor por quem tem TOC.

 "Mas como pode ser um erro se eu não 
tenho que lavar as mãos depois de tocar nela?"

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Coisas que só as irmãs entendem

E nessa brincadeira de achar textos aleatoriamente, encontrei esse, Coisas que só as irmãs entendem.
Muito bom, eis meus comentários:
10 - Quantas vezes não fizeram isso, desde 'família' até os professores. Pra quê dar tanta importância ao que nos torna únicas?
11 - Total, esses dias tu era uma pirralha grunge, agora olha só pra você!!
13 - Bom, te vender eu não tentei (vontade não faltou), mas consegui te convencer de que você era adotada :D
15 - Esse é o teu preferido, garanto! Li isso e lembrei de todas as vezes que tu diz "Maína, para de cantar/pular/dançar/falar alto/fazer bizarrices NO MEIO DA RUA", hahahaha.
17 - Inverno/2008 e maio/2011. Tudo que eu tenho pra te falar. (aqui vale também todos os "eu não tenho amigos, ninguém gosta de mim" que tu aguenta, hihi x).
19 - Só dizendo que sou eu quem esquece 5 minutos depois, você passa a semana inteira emburrada ¬¬
20 - Lembra quando eu caí e falei que ia morrer e por isso não podia levantar da cama e tu fez tudo que eu pedi? Até a mãe chegar e acabar com a graça, lógico ¬¬ E toda vez que eu desmaiava tu ficava ali, do meu lado, perguntando se eu precisava de alguma coisa :)
23 - Resume tudo :)

Te amo, peste!

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

We kissed, I fell under your spell.

I just wanted you to let me in,
 I guess I shouldn't have let you in.

Don't you ever say I just walked away, I will always want you.
I can't live a lie, running for my life.
I will always want you.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

When you're too in love to let it go.
But if you never try, you'll never know just what you're worth.
Coldplay

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Senti teu coração perfeito batendo à toa e isso dói.
Seja como for, é uma dor que dói no peito. Pode rir agora que estou sozinho, mas não venha me roubar.
Vai ver que não é nada disso, vai ver que já não sei quem sou. Vai ver que nunca fui o mesmo. A culpa é toda sua e nunca foi...

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Eu te odeio. 
Odeio quando anoitece e eu não falo contigo. Odeio quando você demora a dar notícias. Odeio mais ainda quando você some e depois me chama de linda. Odeio como sou sempre eu a ferir o orgulho e deixar tudo bem. Odeio a forma como você me olha e sorri. Eu odeio esse sentimento que permanece aqui dentro e eu não consigo expulsar. Odeio quando você diz que está tudo bem, quando eu sei que não está. Eu odeio o jeito como você mudou e insiste em dizer que não. 
Mas eu odeio mais ainda o fato de não conseguir te odiar por inteiro, nem por algumas horas.
Estar com você é como jogar na loteria, é um tiro no escuro. Eu não faço ideia do que se passa na tua cabeça, do que você quer, o que você pensa de tudo isso. 
E ainda assim eu estou aqui.
Mas não pra sempre.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

15 Coisas Que Seu Médico Não Vai Te Contar Sobre Longevidade

Encontrei uma lista, com as 15 Coisas Que Seu Médico Não Vai Te Contar Sobre Longevidade (matéria completa), e caramba, preciso mudar alguns hábitos, começar a beber e ser menos otimista são dois exemplos.
A lista encontra-se abaixo, mas vale à pena conferir a matéria toda.

1- Nunca, nunca se aposente
Pesquisas que comparam trabalhadores e aposentados da mesma idade mostram: quem parou está pior. Claro, vai depender da sua rotina. Mas como sabemos que a poltrona é tentadora, fique esperto. Não precisa trabalhar muito, nem todo dia – ache um hobby, um curso, um compromisso regular. E, não, assistir TV não conta como hobby.
2. Passar fio dental faz bem para o coração
O que uma coisa tem a ver com a outra? Acompanhe o raciocínio: se você não passar fio dental, vai acumular placa bacteriana, que vai causar gengivite, que vai provocar a liberação de substâncias conhecidas como químicos da inflamação, que são os vilões por trás de várias doenças cardíacas. Mas se isso não for argumento suficiente pra você… poxa, gengiva inflamada, dentes em falta e mau hálito não ajudam ninguém na terceira idade.
3. Otimismo faz mal à saúde
Enxergar apenas o lado bom das coisas tem seu lado ruim. Pois é: pessoas otimistas tendem a subestimar riscos – um traço de personalidade que pode levar de ultrapassagens ousadas a longas ausências no médico. Além disso, otimismo além da conta deixa você frustrado demais com as dificuldades da vida. Ou seja: com um pé atrás, você vai mais longe.
4. Socializar é a fonte da juventude
Quanto mais velhos, menos saímos de casa. Lute contra isso: a ciência garante que conviver com outros é o gatilho de benefícios físicos e mentais que prolongam a vida.
5. Deus ajuda quem vai à igreja
Fato: quem comparece à missa, culto, centro espírita, sinagoga, terreiro etc. em geral vive mais. Dilema: religiosos vivem mais porque rezam ou rezam porque vivem mais? Os dados não permitem concluir se a saúde dos anciãos é beneficiada pela experiência ou se, na verdade, quem tem disposição para ritos religiosos são justamente os mais saudáveis. Moral da história: na dúvida, tenha fé em alguma coisa – nem que seja em Richard Dawkins.
6. Beba. E não precisa ser tacinha de vinho
Quando o assunto é álcool e longevidade, só se fala em vinho tinto. Preconceito: vinho branco, cerveja, uísque e outros fermentados e destilados também podem fazer bem. Há um índice menor de doenças cardiovasculares relacionado ao consumo diário de até duas doses – e de apenas uma para mulheres, ponto para os homens! Mas a ALFA e o Ministério da Saúde advertem: beba com moderação. Passou de duas doses, já vira problema.
7. Palavras cruzadas salvam vidas
Atividades que exercitam seu cérebro mantêm sua inteligência e prolongam sua lucidez. Opções não faltam: palavras cruzadas, xadrez, videogame, sudoku, qual-é-a-música. Detalhe: assim que estiver craque, troque de treino – seus neurônios só mantêm o frescor enfrentando novos desafios.
8. Mulher: o negócio é imitar
Elas vão mais ao médico, comem melhor, fumam menos, envolvem-se em menos acidentes e, assim, vivem mais. Então, deixe de frescura: seja mais feminino.
9. Não fique viúvo. Você não sabe se cuidar sozinho
Não bastasse haver cinco viúvas para cada viúvo no Brasil, elas ainda vivem muito mais depois de perder seus maridos do que nós após perdermos a esposa. A verdade é que, sozinhos, tendemos ao caos – o que aos 30 anos tem seu charme, mas em uma idade avançada é fatal. Então, não fique solteiro: sua saúde agradece.
10. Pare de se incomodar com bobagem
Mágoa, rancor, ressentimento: se ao ler essa lista você já recorda de vários exemplos pessoais, calma. Não é por aí. Se cultivados, esses sentimentos descambam na produção de cortisol, um hormônio que ataca seu coração, metabolismo e sistema imunológico. Diversos estudos relacionam uma alta taxa de cortisol a uma morte precoce. Portanto, aprenda a perdoar, relevar, deixar pra lá. Como dizia o guru indiano Meher Baba: Don’t worry, be happy – pois é, também achava que vinha daquela música.
11. Não confie nos seus genes
“Meu avô viveu 90 anos, não preciso me preocupar.” Precisa. Uma nova pesquisa concluiu que apenas 25% da duração da nossa vida podem ser atribuídos à herança genética; os outros 75% dependem de você. Se quiser chegar aos 90 como o seu avô, descubra como ele fez para chegar lá.
12. Não tenha amigos legais. Tenha amigos saudáveis
OK, eles não são excludentes. Mas o ponto é: da mesma maneira que, para ganhar dinheiro, é melhor se cercar de ricos, e para emagrecer convém conviver com magros, para se ter saúde a receita é arranjar uma turma saudável – você melhora sem querer querendo.
13. Tenha filhos – ou algo parecido, como cachorros
Caso tenha se ofendido, por favor, volte ao item 10. Pronto. É o seguinte: possuir uma conexão com alguém mais jovem que você (filho, enteado, sobrinho, neto) é algo que te mantém interessado pelo mundo à sua volta – e mais a fim de continuar vivendo nele. E, sim, cachorro e gato também contam: além de manter você conectado, curtir um animal de estimação libera ocitocina, o hormônio benéfico liberado na convivência pais e filhos.
14. Seja bom no que você faz. Ao menos tente
Quanto menos trabalho, melhor. Esse conselho, que parece vindo do personagem Macunaíma, de Mário de Andrade, foi durante muito tempo adotado pelos especialistas em longevidade. Acreditava-se que uma vida sem esforço seria uma vida longa. Mas os médicos observaram que parece haver uma relação entre longevidade e empenho profissional. Por incrível e justo que pareça, passar décadas se dedicando e evoluindo em algo que você valoriza, ou seja, ralando muito, pode lhe valer vários anos a mais. Ao menos, garantem os especialistas, em comparação com quem passar o mesmo bocado de tempo trabalhando no que não gosta – essa sim é uma receita garantida para viver menos e pior.
15. Ser um pouco hipocondríaco vale a pena
Você vai continuar sendo considerado chato pela maioria dos amigos, mas pesquisas apontam que quem desconfia mais da própria saúde vive mais. No caso, é melhor prevenir e se remediar.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Ando por aí querendo te encontrar. Em cada esquina paro, em cada olhar. Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar.

Palavras apenas. Palavras pequenas. Palavras, palavras ao vento.

Cássia Eller
Por esses dias eu escrevi que estava procurando um sentido para a minha vida. Eu não estava. Já tenho um, sei o que quero e como conseguir, e sei também que não será fácil.
O que eu estava sentindo era um vazio. Achei que precisava provar algo. Meio que descobrir se eu possuo o tal do livre arbítrio. Me arriscar e quebrar a cara. Aprender com os meus erros. Eu sei o que é certo e o que é errado, mas sei porque alguém me contou. Eu queria viver isso na minha pele. E pra quê? Só para provar que eu posso fazer o que eu quiser, como e quando quiser.
E agora que eu confirmei o que já sabia, aquele vazio voltou. Eu me sinto incapaz de fazer o “certo”, o que eu faria em uma situação dessas.
“Faça o que eu digo, não o que eu faço”
Minha vontade é persistir no erro, continuar com as coisas como estão. E só por um motivo: ver se esse vazio vai embora. Porém, se ele persistiu em ficar, provavelmente não me deixará se eu continuar assim.

Se eu pudesse voltar no tempo......
..... Eu não mudaria nada.






Ainda bem que eu sou uma pessoa resolvida e racional.
Graças a isso, sei exatamente o que fazer. E farei.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Eduardo e Mônica um dia se encontraram, sem querer, e conversaram muito mesmo pra tentar se conhecer.
Eduardo e Mônica trocaram telefone, depois telefonaram e decidiram se encontrar.
E mesmo com tudo diferente, veio mesmo, de repente, uma vontade de se ver.  

E os dois se encontravam todo dia e a vontade crescia, como tinha de ser.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

10 Things I Hate About You
You're just too good to be true, can't take my eyes off of you.
You'd be like heaven to touch, I wanna hold you so much.
At long last love has arrived and I thank God I'm alive.

You're just too good to be true, can't take my eyes off of you.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

     É engraçado descobrir que você levou meses para perceber que alguém tentava se aproximar.
   Engraçado como um evento, no qual você estava trabalhando feito uma louca bem arrumada e diferente daquela menina de tênis e moletom G, foi o responsável por despertar o primeiro “caramba, como ela é bonita”.
   Engraçado como, depois disso, houveram algumas conversas, que para você não tiveram muita importância, afinal, pessoas legais conversam com outras pessoas, e você sabia que parte daquele grupo era extremamente agradável e te mantinha presa por horas em todo tipo de conversa. Logo, era esse o motivo pelo qual ele conversava com você.
    E claro que, insistir em te levar para tomar aquele sorvete não significou nada de mais. Pelo menos, não para você. Até mesmo aquela mensagem, enviada depois do primeiro almoço, não te levou muito longe.
    Engraçado. 
    Pois depois de algum tempo, algumas idas e vindas, você descobre que tudo isso tinha um motivo, objetivo, você só não havia percebido. (novidade).


É engraçado, também, o sorriso que você tenta disfarçar, mas que insiste em permanecer no seu rosto quando você descobre esse tipo de coisa.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

E mesmo me mordendo de ciúmes, consigo (após algumas horas) raciocinar e perceber que não há motivos para um ciúmes tão intenso. Há razão para sentir ciúmes, mas não para surtar como essas loucas que eu vejo por aí.
Em Curitiba eu aprendi a aceitar o uso de toucas e gorros, já que essa cidade não tem um clima bem definido.
Aprendi também a gostar de outros estilos musicais, além do bom e velho rock'n'roll.
Descobri que eu não deveria aceitar tudo que me jogam de cabeça baixa, mas sim, levantar a cabeça e revidar com força igual ou maior.
Aqui eu aprendi que fazer novos amigos não precisa ser tão difícil. Basta sorrir e ser simpático. Ou então, ser você mesmo, o que no meu caso significa andar olhando para os próprios pés.
Além disso, descobri que é verdade aquilo que muitos falam sobre amizade ultrapassar quilômetros. É preciso mais do que isso para afastar duas pessoas que nasceram para ser amigas.
E depois de aprender tantas coisas e achar que não havia mais nada para me surpreender, descobri mais uma: o quanto sou ciumenta.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Because we belong together now, forever united here somehow.
You got a piece of me and honestly, my life would suck without you!

terça-feira, 19 de novembro de 2013

- Não, eu não posso esperar até a chuva passar! Me deixa falar e depois você pode ir para onde quiser!
Eu não sei como isso aconteceu, quando começou, tampouco porquê. Eu sou danificada, sentimentalmente falando. Tenho problemas com relacionamentos, assusto todos que se aproximam, alguns antes mesmo de se aproximarem. E estou bem com isso. Mas você... você chegou de mansinho, sem nada além de um inocente convite para um sorvete como recompensa por eu ter te ajudado. E eu aceitei, afinal, que mal haveria nisso? Você estava sendo gentil, nada de mais.
Eu me encantei com o modo como você me tratou, como falou comigo. Mas depois passou, foi só um simples acaso. Ou não. Uns dias depois almoçamos juntos, você foi, novamente, querido, atencioso e divertido, porém eu continuei achando que não era nada de mais. E aí você disse que tinha gostado muito do almoço e da minha companhia. E nós almoçamos outra vez. E alguma coisa mudou. Você não era apenas gentil, havia mais do que aquilo, tenho certeza. E eu me deixei impressionar, me levar, afinal, não ia dar em nada.
O problema é que surgiu uma vontade louca de estar com você a maior parte do tempo possível. Logo, marcamos outro almoço. E você fez o que sempre faz, e eu não reparava em nada além do seu jeito de olhar, sorrir e falar. No dia seguinte conversamos durante um bom tempo, claramente avaliando o que consideramos importante em um namorado/a.
Mais uns dias e outro almoço. E só então a realidade me atingiu. Você é um amor, querido, gentil, divertido, atencioso porque esse é quem você é, “you're just too good to be true, can't take my eyes off of you”. E isso é tudo. Você veio como uma pessoa aleatória querendo ser gentil, e eu não percebi onde isso poderia ME levar. Eu não tive como te repelir ou me prevenir, você não representava risco algum! Eu sinto muito, mesmo. Eu sei que isso não passa de uma tremenda confusão unilateral, se passando apenas na minha cabeça oca. Só que agora não posso fazer mais nada. E é por isso que eu precisava falar contigo.
Eu adoro tua companhia, mas não posso continuar vivendo de migalhas. Eu deixei sentimentos nascerem e crescerem por você. Eu queria controlá-los, no entanto, não posso. Sinto muito, mesmo. É isso que eu estou sentindo, é por isso que nossas últimas conversas tem sido confusas. Eu não posso mudar o que aconteceu, e nem sei por que deixei isso acontecer. Como te disse, eu sou danificada, deixei o “guri gentil e atencioso” chegar perto demais, quando ele não queria nada além de ser gentil e atencioso. Desculpa.
- Era isso que estava te deixando tão inquieta?
- Uhum.
- Vem cá...
Eu sinto o mesmo.”

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

O Morro dos Ventos Uivantes

- Gosto mais dele do que de mim própria, Ellen! Vou lhe dizer por que sei disso: todas as noites rezo para viver mais do que papai. Prefiro que seja eu que sofra com a ausência dele do que ele com a minha; isso prova que gosto mais de papai que de mim própria.
Srta. Cathy

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Eu posso conversar sobre isso com todos os meus amigos, conhecidos e até desconhecidos. Mas a única pessoa que pode me dar uma resposta, uma posição, é você. E é justamente com você que eu não consigo conversar.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

A Lista

Quando eu estava no colégio e não queria ter um namorado (ao contrário de todas as minhas amigas), criei uma lista com os pré-requisitos que os garotos deveriam ter para me namorar, pra ver se paravam de me incomodar. Bom, a lista não tinha muitos itens, e depois de um tempo um garoto os preencheu e eu desisti da ideia.
Decidi fazer outra lista, por diversão, pra ver se eu entendo o que se passa nessa cabecinha oca.
Aqui vai:

1º - Ao andar na rua, o garoto tem que ser perspicaz o suficiente para me colocar para o lado de dentro da calçada. Um amigo fez isso comigo uma vez, há uns 10 anos, e desde então isso se tornou um pré-requisito.
2º - Prestar atenção no que eu falo, ou então, fingir muito bem. Veja bem, eu falo MUITO, e sei que é difícil acompanhar meu raciocínio, mas pelo menos faça de conta que você está prestando atenção.
3º - Elogie, mesmo que seja apenas a cor do sapato. Vocês não sabem o trabalho que dá pensar em cada detalhe do que vamos usar, então que tal prestar um pouco de atenção e fazer um elogio? Obrigada.
4º - Algo muito importante e não tão comum nos tempos de hoje: pagar a conta. Pense, se é VOCÊ quem está interessado e chamou a garota para sair, o mínimo que pode fazer é pagar a conta. Depois é natural que a conta seja dividida, mas no começo, meu bem, seja um gentleman.
5º - Se eu digo que você é parecido com um cantor, aprenda a cantar e me surpreenda com uma música desse artista. Se eu não disser isso, aprenda a cantar do mesmo jeito e cante uma das minhas músicas preferidas. Isso, somado a uma boa cantada, é o suficiente para eu dizer SIM quando você me chamar para sair.
6º - Traga-me flores. Não estou pedindo um buquê todo dia, apenas uma flor - toda semana, se possível.
7º - Seja corajoso. Você terá que me defender (eventualmente) de loucos e bandidos, o que requer um mínimo de coragem. E precisará ter mais coragem ainda para me enfrentar, bater o pé, e dizer que eu estou bancando a louca e estou errada. Acredite, quando eu digo que estou certa, tem que ter peito para me contrariar.
8º - Depois do primeiro (segunda, terceiro...) encontro, não suma até nos vermos novamente. Seu braço não vai cair se você der sinal de vida no mesmo dia.
9º - (não acredito que esqueci disso) Você TEM que saber cozinhar. E pra valer. Eu sou uma morta de fome e uma negação na cozinha, alguém tem que salvar esse relacionamento. E não serei eu.
10º - Use perfume. Dispensa maiores comentários. (ou então esteja com aquele cheirinho de quem acabou de sair do banho).

Mas uma coisa deve ser dita: isso são apenas coisas fofas, que eu gostaria de encontrar em um garoto. Não adiantará de nada você fazer tudo isso se não rolar aquele olhar 43, aquele feeling de "caramba, onde você esteve esse tempo todo?". Todas essas coisas te deixam mais próximo de conseguir um sim, porém não são suficientes para fazer eu me apaixonar por você.

Se você ainda não desistiu da ideia louca e absurda de me chamar para sair, bom, você tem meu telefone, é só dar o primeiro passo :)

terça-feira, 12 de novembro de 2013

- Por que você escreve?
- Porque é o único jeito de eu tentar me entender. É através das palavras que eu tento exprimir o que sinto, penso, vivo, respiro. É assim que tento fazer algum sentido.
- E te ajuda mesmo?
- Ajudava, mas acho que parou de fazer efeito. Eu poderia escrever por horas, ir e vir nos mesmos assuntos, divagar com meus medos e sentimentos, e continuaria sem fazer sentido algum. Estou atrás de um sentido pra minha vida; não bem isso, quero apenas entender o que se passa na minha cabeça. Mas não consigo.
Estou bloqueada.
De novo.
Em outra noite abafada nesta linda cidade, tendo como companhia apenas meus pensamentos e cds antigos, ouvi meus medos virem à tona na voz de Samuel Rosa.

Ela me olhou - Quem?
Quem sabe com ela eu teria as tardes
Que sempre me passaram
Como imagem, como invenção!
Se eu não posso ter, fico imaginando.

Ali - Skank.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

... E tudo que eu tenho são lembranças, desejos, sonhos.


Trago a sua voz na minha cabeça. Pela primeira vez, em muito tempo, não é uma música, um filme ou livro. É a sua voz. Seu jeito de falar me leva e desperta de devaneios. Fecho os olhos e vejo o seu sorriso (o que é curioso, já que não é nada de mais). Me desligo do mundo e vejo uma série de cenas, momentos que passamos juntos. E, mais uma vez, seu sorriso, voz e olhar inquisitivo me perseguem. Sinto como se precisasse falar com você o tempo todo. Um absurdo completo. O que antes era um meio sorriso, é agora um sorriso de orelha a orelha. E eu sei onde isso vai dar. Prevejo uma queda e tanto. E estou por conta própria.

Nothing’s fine, I’m torn, I’m all out of faith, this is how I feel.


Eu poderia... Eu vou... Eu gostaria... Eu quero... Eu....










Me apaixono por você.

sábado, 9 de novembro de 2013

Dois amigos almoçam juntos, absortos em uma longa e divertida conversa, até Alice perceber que seu querido amigo não está com aquele aroma tão familiar.
- Hoje você não está com cheirinho de pizza.
- É que eu não passei perfume.
- Por quê?
- Ah, porque eu achei que não ia te ver – ele percebe o olhar inquisitivo de sua amiga e continua: - Não vou passar perfume pra ficar no meio de um monte de homem.
E então sorri.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Can I just stay here? Spend the rest of my days here?
‘Cause you make me feel like I've been locked out of heaven, for too long.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Há 10 minutos eu pensei que morreria de preocupação, com tantos problemas para resolver no estágio e nenhuma luz no fim do túnel.

Agora sinto como se meu coração tivesse sido apunhalado pelas costas e então arrancado. Como se eu não pudesse mais respirar. Sinto como se estivesse (de fato) morrendo.
E a minha pergunta é: por quê? Se isso aconteceu há tanto tempo, por que ainda causa essa sensação? Dois anos não foram o bastante para apagar tudo o que aconteceu?
Se eu penso que já os perdoei, por que sinto como se meu coração estivesse sendo trucidado?
Eu não me importo com o que vocês estão fazendo, como estão ou deixam de estar. Na verdade, até desejo que vocês sejam felizes.


Talvez eu sinta falta da sua amizade. Mas não consigo chamar a nossa antiga relação de amizade, não depois de tudo o que aconteceu. Você era minha melhor amiga.
Eu lembro de ter chorado (e muito) naquela sexta-feira. E agora percebo que meus olhos estão marejados.
Por quê?





Bip. 1 nova mensagem.
Uma mensagem. Um agrado, um carinho. Um meio sorriso.
Pudera ser você o eleito para tentar me consertar. 

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Veja o sol dessa manhã tão cinza: a tempestade que chega é da cor dos teus olhos, castanhos.
Então me abraça forte, e diz mais uma vez que já estamos distantes de tudo.

Temos nosso próprio tempo!

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Orgulho e Preconceito

Após uma pequena pausa, seu companheiro acrescentou:
      - Sei que é generosa demais para fazer pouco caso de mim. Se seus sentimentos são ainda os mesmos que manisfestou em abril passado, diga imediatamente. Meu amor e meus desejos permanecem inalterados; mas basta uma única palavra sua para que nunca mais lhe fale no assunto.
Mr. Darcy.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

 
O filme é bom, mas o livro é excelente! 
Tantos detalhes, olhares e insinuações.
Li o livro esses dias, e estou lendo novamente, estou altamente viciada, só consigo pensar "preciso de 5 minutos para saber o que se passa com o Mr Darcy e a Miss Eliza". 
So cute!

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Eu definitivamente deveria ser artista!
Uma das minhas obras de arte: http://r.weavesilk.com/?v=4&id=vuxcrnerrv (ele mostra como o desenho foi feito, então demora um pouco pra ficar pronto).

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

É engraçado como os cefetianos parecem zumbis no final do semestre.

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Aquele momento em que você descobre que além dos infinitos livros de cálculo, física e circuitos, a biblioteca da sua universidade tem também livros de literatura!!! E versões em inglês! *-*

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Eu tenho muitos amigos,
Tenho discos e livros.
Mas quando eu mais preciso,
Eu só tenho você...
Tenho sorte e juízo,
Cartão de crédito
E um imenso disco rígido.
Mas quando eu mais preciso,
Eu só tenho você.
Quando eu mais preciso,
Eu só tenho você...

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Warm Bodies - Meu Namorado é um Zumbi


Depois de ouvir apenas críticas ruins a respeito do filme “Meu Namorado é um Zumbi”, eu decidi assistir do mesmo jeito, afinal, o trailer era bom e eu sou teimosa.
E sabe o quê? Eu gostei.
É uma comédia romântica (se é que é possível com zumbis no elenco), lembra muito Crepúsculo (com a diferença de que ele superou – e muito – seu antecessor), é mais do mesmo, porém divertida e bonitinha.
Talvez eu tenha um gosto duvidoso, o que eu totalmente discordo, meus filmes preferidos são os melhores, muitos concordam com isso. Ainda assim, eu indico esse. Vale a pena perder uma hora e meia assistindo. Deixa aquela sensação de “o mundo é belo”.
Aliás, eu diria que entre todas as teorias de como seria um apocalipse zumbi, essa é a mais bonitinha e surreal, porém muito boa. É uma pena eu não poder contar, mas a ideia que eles tiveram é diferente de todas as outras, e me deixa mais aliviada ao saber que se um dia houver um apocalipse zumbi, talvez tenhamos uma chance de sobreviver.
Sabe, acho que eu pareço com o protagonista, com toda aquela coisa de faltar um coração e por isso não conseguir sentir nada, e como consequência ser isso o que o torna não humano. Diga-se de passagem, essa é a mensagem do filme: estamos todos mortos, só não percebemos ainda.

Preciso assistir Guerra Mundial Z agora, apesar de saber que eu não vou gostar muito dessa teoria e desse mundo apocalíptico. O que, claro, não significa que o filme não seja bom. Certamente será muito melhor do que Meu Namorado é um Zumbi no quesito guerra e luta contra os zumbis, mas creio que o mundo simplesmente acabe em Guerra Mundial Z. E isso é meio triste. No entanto, pra quem gosta de The Walking Dead, é totalmente aceitável.

ps: vindo para a aula hoje, em uma turma onde não conheço ninguém, só pensava no seguinte "tente parecer legal, aja como uma pessoa normal e fale coisas com sentido". Não pude deixar de lembrar do R.

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Morte trágica

É incrível como uma notícia dessas deixa a gente desnorteado.
A Chaiane (com I e não Y) não era minha melhor amiga, tampouco nos víamos todo dia, mas estudamos juntas algumas vezes, e eu conversei com ela esses dias no corredor, sobre a formatura e tudo o mais. E ela com certeza estava na lista de "pessoas que não vão morrer tão cedo".
Estudiosa, simpática, gente boa mesmo, e do nada, morta.
Em um acidente de carro.
Com o namorado.
A vida é mesmo curta.
Os meus colegas que a conheciam estão desnorteados, a gente só pensa no clichê "podia ter sido um de nós".

Levou um tempo pra cair a ficha, fiquei sabendo ontem de manhã e só percebi o que havia acontecido à tarde.
É lógico que ela vai deixar saudades, não preciso dizer isso. Espero que você fique em paz, Chai. E força pra tua família, porque eu não consigo imaginar a dor que é perder alguém tão rápido, de uma hora pra outra.


Yesterday I got lost in circles, felling like such a mess.
Now I'm down I'm just hanging on the corner. I can't help but reminisce.
Cause when you're gone all the colors fade. When you're gone no New Year's Day parade.
You're gone.... Colors seem to fade.
Colors - Amos Lee.

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

"Para saber se uma mulher é romântica, é só olhar o banheiro. Se tiver vários shampoos, ela é romântica. Eles estão todos no final, porque ainda dá pra usar eles mais uma vez. Isso mostra que ela não consegue largar o homem.
Agora, se a mulher tiver só um, ela é radical, é do tipo "beleza meu bem, agora vaza!".
Fabrício Carpinejar em entrevista ao Jô Soares, dia 29/08/13

Quantos shampoos tem no seu box?

terça-feira, 20 de agosto de 2013

I'm beautiful in my way,
'Cause God makes no mistakes
I'm on the right track, baby
I was born this way.
Don't hide yourself in regret,
Just love yourself and you're set
I'm on the right track, baby
I was born this way!

 Lady Gaga.

terça-feira, 13 de agosto de 2013

I've been with you such a long time, you're my sunshine and I want you to know that my feelings are true, I really love you. Oh you're my best friend!

       Desde que nos vimos, no último dia 03 (aliás, data curiosa: 10 dias pro seu aniversário e dois meses pro meu), tenho pensado em cada coisinha que fizemos juntas. Não parece que há 9 anos nos conhecemos.
       Lembro do começo, quando descobrimos que HP e diamante negro eram duas paixões em comum, e que depois viria O Diário da Princesa (o que me lembra que eu não te emprestei o livro, rs). Das briguinhas bobas dessa época, das nossas irmãs também se tornando amigas e do caminho pra sua casa nos fins de semana.
       Depois viriam os passeios no shopping, as tardes de estudo (muito estudo, cof cof), as posadas lá em casa e os filmes. Você conheceria meu pai (isso é para poucos) e teus pais me tratariam extremamente bem. E nós perceberíamos que nosso carinho e apoio iam além da compreensão humana.
       Um tempo depois teríamos – do meu ponto de vista – o melhor ano do colégio. Juntaríamos 3 amigos e aproveitaríamos manhãs lagarteando ao sol e rindo até dizer chega (e claro, eles se apaixonariam por você hahaha). Com a intenção de tirar sarro de uma garota não muito legal, criaríamos o apelido SMA, que quem diria, usamos até hoje. E passaríamos tantas tardes ouvindo rock, jogando GTA e comendo besteiras... Que falta isso faz!
       Em poucos anos de amizade, percebemos que ficar separadas seria muito difícil, e aí começaram os planos pra faculdade, que não deram muito certo. Fizemos cursinho juntas, passávamos a semana inteira juntas (e eu te admiro por isso, porque sei que sou insuportável), e prestamos vestibular para cursos e universidades distintas.
       E aí, quando saiu o resultado da UTFPR, eu estava no shopping contigo, comprando o presente da tua irmã, e tinha ido buscar outra peça de roupa, e quando voltei você estava no celular com a minha mãe, sorrindo abobada dizendo “você passou, Mah!”.Voltamos pra tua casa, pulando de alegria, comemoramos os 15 anos da tua irmã, e o ano acabou.
       Acabaram as tardes juntas, os fins de semana sem fim, o tempo que não passava.
       Vieram a faculdade, o estágio/emprego, e o tempo que corria feito louco.
       De lá pra cá nos vimos poucas vezes, mas em todas elas era como se tivéssemos nos visto há dois dias. Duas garotas tagarelando sem parar e com a mesma sintonia de sempre.
       Quando estávamos na locadora tentando escolher um filme sem apelar para o par ou ímpar, você disse “Mah, tô tão feliz que você está aqui!”. Guria, ouvir isso da sua melhor amiga, não tem preço. Ter essas horas para colocar a conversa em dia, apoiar e ser apoiada, não tem preço. Eu sou muito grata a todos esses anos, e eu espero ter muitos ainda.

       Nesse dia tão especial, eu só posso te desejar toda a felicidade do mundo! Que você ria, chore de alegria, cante, pule, enriqueça a alma e o bolso, tenhas muitas clientes, fique jovem e se case com um alguém que mereça a mulher que você se tornou. E que Deus continue te abençoando e iluminando :)
Amiga, eu amo você, e estarei aqui pra qualquer treta :p
Obrigada por tudo e PARABÉNS!

Essa foto me faz rir, assim como as outras 2168413 que eu vi antes de achar essa :p

Ooo you make me live. Whenever this world is cruel to me, I got you to help me forgive. Ooo you make me live now honey.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

You can't play on broken strings.
You can't feel anything that your heart don't want to feel.
I can't tell you something that ain't real.
Oh the truth hurts, a lie's worse.
How can I give any more?
When I love you a little less than before.

James Morrison

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Oh, she got both feet on the ground and she's burning it down.
Oh, she got her head in the clouds and she's not backing down.
This girl is on fire! She's walking on fire. This girl is on fire!
 
Alicia Keys

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

terça-feira, 30 de julho de 2013

"Milhões de crianças passando fome, crianças e idosos sem acesso à saúde, jovens e idosos sendo descartados da sociedade, isso não é notícia. Mas se a bolsa de valores de certas capitais cai 3 ou 4 pontos, isso é tratado como catástrofe mundial. Isso não pode continuar assim.
Se tem uma criança passando fome e sem acesso à educação, não me interessa se serão católicos, evangélicos, espíritas ou ortodoxos, me interessa que saciem sua fome e a eduquem.
Se uma pessoa é gay e vem procurar o Senhor de boa vontade, quem sou eu para julgá-la?"
Papa Francisco.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

E de repente você acorda de uma espécie de sonho, se olha no espelho e não reconhece a menina que está te observando. Ela parece muito com você, mesmo cabelo, olhos, boca e nariz, mas as atitudes dela não fazem parte de quem você é. Você não faria as mesmas coisas que ela tem feito. Você costumava tomar suas próprias decisões, escolher como fazer as coisas darem certo. E essa garota está sendo guiada por alguém. Não que você discorde dos conselhos recebidos, é só que você não se reconhece mais, e isso está te deixando preocupada.


Não importa o que você vista ou o que você fale, você é nerd, e isso não vai mudar.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Sabe, quando a felicidade invade quando pensa na imagem da pessoa.
Quando lembra que seus lábios encontraram outros lábios de uma pessoa. E o beijo esperado ainda está molhado e guardado ali, em sua boca, que se abre e sorri feliz quando fala o nome daquela pessoa.
Quando pensa por que não disse a verdade é que eu queria que ela estivesse aqui.

Sei, eu sei.

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Ir para a faculdade ontem já foi divertido, mas ir pra casa foi mais ainda. 2ºC, um vento de cortar pensamentos. Ainda bem que meu querido amigo (também conhecido como Filipe) me deixou em casa; eu ia congelar se tivesse que ficar no tubo esperando o bonde.

E aí hoje de manhã, -2ºC HAHAHAHA. Saí de casa e as plantinhas estavam branquinhas.
Mas pelo menos tem sol, o que melhora e muito a sensação térmica.

Agora eu estou com as mãos congeladas, parecendo um boneco de pano, de tanta roupa. Só tenho aula na 6a, e vocês não podem imaginar como estou feliz por escapar desse frio.

Aos meus colegas que hoje tem aula, BOA SORTE!!!!

terça-feira, 23 de julho de 2013


E para o dia mais frio do ano................ COMIDAAAAAAAAAAA! hahahaha.
Trabalhar pra quê, minha gente, se você está ao lado do shopping e pode comprar muitas bobagens e comer na sua sala quentinha?!



Comer, comer. 
Comer, comer. 
É o melhor para poder engordar!



[ chatiada que continua 3ºC com sensação térmica de uns - 4ºC e saiu sol!!! Não vai mais nevar :( ]
E daí nevou em Curitiba. Um frio insuportável, sensação térmica de -4ºC.
E onde você estava??? DORMINDO!!!!
Eu vou congelar e sequer verei neve :/




Chateada com esses meus amigos que mandam mensagem ou ligam quando a neve já parou :(

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Vamos celebrar nossa justiça, a ganância e a difamação. Vamos celebrar os preconceitos, o voto dos analfabetos. Comemorar a água podre e todos os impostos, queimadas, mentiras e seqüestros.
Vamos celebrar nossa bandeira, nosso passado de absurdos gloriosos. Tudo que é gratuito e feio, tudo o que é normal. Vamos cantar juntos o hino nacional (a lágrima é verdadeira).
__________________________________________________________

Ninguém respeita a constituição, mas todos acreditam no futuro da nação.


quinta-feira, 18 de julho de 2013

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Relacionamentos Virtuais

      Eu lembro que um pouco antes de fechar meu fotolog (meu passado me condena), escrevi algo assim "há tanta vida lá fora e é lá que o sol brilha". Lembro que eu estava cansada de relacionamentos à base de mensagens de texto e ligações, além de estar desapontada com o rumo que minha vida estava tomando, e meio que decidi tocar o você sabe o quê e ser feliz.
    Mais uma vez sinto que minha vida está tendendo a isso, cada vez menos "vamos conversar pessoalmente" e mais "me conta por sms!". E, na boa, não tenho paciência pra isso. Qual é o problema de as pessoas conversarem frente a frente, olho no olho? Você pode ver a reação delas enquanto conta uma história incrível ou só outro fato entediante da sua vida. É bem mais difícil fingir.
       Uhm, acho que acabei de descobrir por que as conversas se dão em um plano virtual e não real.
       Só tem um problema: continuo não gostando disso.

terça-feira, 9 de julho de 2013

Descobri por que quando deitei para dormir minha cabeça explodiu em pensamentos desconexos.
Ô vida! Queria muito que algumas coisas fossem diferentes, que eu pudesse realmente escolher como me sentir em n situações.
Mas né, sou apenas um reles ser humano, e não posso escolher tudo.
Tampouco ter tudo.


segunda-feira, 8 de julho de 2013

Um dia seus pés vão me levar onde as minhas mãos não podem chegar.
Me leva onde você for, estarei muito só sem o seu amor.

 (...)
 
Tem que ser você, sem por que, sem pra que.
Tem que ser você, sem ser necessário entender.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Let me love you and I will love you until you learn to love yourself.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

sábado, 15 de junho de 2013

Borboletas no estômago

       É engraçado como com o passar do tempo você esquece o sintoma mais básico de estar apaixonado: aquele frio na barriga. Não sei se é porque a gente cresce e descobre que o mundo não é como esperávamos, nada de mar de rosas tampouco contos de fadas. E sendo assim, eu me pergunto, por que a gente diz que está apaixonado se nem ao menos sente as borboletas no estômago?
       Acho que é porque nos apaixonamos pela ideia de estar apaixonado, de ter alguém por perto, de ter alguém (que aos nossos olhos) é perfeito. Logo, gostamos da imagem do outro, do que ele representa, do dinheiro ou é só conveniência mesmo (não que você não ame seu parceiro, não sei do seu relacionamento, só estou dizendo o que eu acho).
       Quando é feita aquela velha pergunta, "por que você gosta de mim?", a resposta sempre começa com "você é linda, engraçada...", os defeitos não são mencionados. E me diz, por quê? Não seria porque você gosta da beleza, da ideia que a pessoa passa? Pois é.
       Durante muito tempo achei que uma pergunta dessas merecia um caminhão de elogios. Esses dias ouvi a melhor resposta: "eu não sei por que estou apaixonado por você, só sei que estou. Você me irrita com esse jeito controlador, essa mania de achar que sabe tudo, essa birra e esse orgulho. Mas, ao mesmo tempo, não consigo ficar longe, e me pego pensando em você nos momentos mais inusitados, quando estou no trabalho ou cozinhando". Isso é estar apaixonado, não?
      Com essa coisa de internet (lá vem o clichê), de postar tudo na rede e esperar um curtir, o amor ficou banalizado. Todos amam, todos ficarão juntos para sempre, todos são "o único que eu já amei", e assim por diante. Gostar de alguém virou mais um status do que um sentimento de verdade. Sinto falta da época em que você conquistava com flores e cartões, não com uma mensagem no facebook.
      E eu acho que pra você gostar de alguém, tem que sentir aquele frio na barriga.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Esqueci de contar o que aconteceu ontem!
Minha cama não fica encostada na parede pois eu tenho medo que uma aranha suba/desça pela mesma e venha parar na minha cama, me pique e eu morra.
Porém, ontem de manhã eu a encostei na parede para assistir tv, e esqueci de puxá-la de volta.
Conclusão, cheguei em casa, puxei a cama, arrumei ela (tirei as cobertas e estendi bonitinho), fui lavar o rosto, e quando eu volto pro meu quarto tem um ser MARROM, de 5 patas (por que elas sempre tem 5 pernas se o normal são 8???), andando EM CIMA DA COBERTA (ainda bem), nos pés da MINHA cama. Quase morri do coração! Pense, a dona aranha podia ter me PICADO se eu não deixasse pra arrumar minha cama antes de dormir!
Sério, eu ODEIO esse animal.

Glee

Uma das minhas séries preferidas atualmente!
Ouvir a Lea Michele cantando me deixa de queixo caído, ela arrasa quando canta.
No entanto, nessa apresentação ela se superou.

A música completa pode ser ouvida aqui.

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Agora uma foto de todos, mais bonitinha. O legal dessa foto é que todos entraram em 2009, mas por diversos motivos, apenas duas pessoas são formandas.

terça-feira, 28 de maio de 2013


Colação ADM (UFPR) - Turma 2012.
Eu tenho o dom de fugir dos paparazzi e acabar presenciando uma foto romântica como essa. Diga-se de passagem, eu fico bem até quando meu rosto não aparece.

Mais colação
Bastou um ano para perceber que vocês são insubstituíveis, inseparáveis, incríveis, isplêndidas (os outros anos foram só para nos dar motivos para rir e histórias para contar). Me faz bem saber que tenho vocês.
Suas LINDAS!!!

Parabéns Mi, parabéns Vane!
Riti, esse ano é tu!
May e Vivi, 2014 está ali, aí será nossa vez.
(Finalmente)

2014, vem que eu te quero!

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Recortes perdidos no tempo

"Se o mundo acabar hoje, eu quero que você saiba o quanto é especial pra mim.
Quero te agradecer pela paciência com minha falta de memória e histórias repetidas, e também com as histórias cheias de "ninguém gosta de mim".
Te agradeço pelo companheirismo e pelas jantas e trabalhos divididos. Pela paciência em explicar algumas vezes como se cozinha feijão. E também pelos seriados e filmes que você pacientemente grava pra mim.
Agradeço até pelos conselhos de que eu deveria me vestir  e agir mais como menininha (viu? Não entra por um ouvido e sai pelo outro!).
Agradeço por você continuar lendo o que eu escrevo, mesmo que eu te decepcione em 95% dos posts com minha falta de romantismo. E pela confiança que eu tenho em saber que você lerá esse desabafo e não pensará que há algo além de amizade. Porque não, você está longe de fazer meu tipo, assim como eu estou loooonge de fazer o seu (ainda bem!).
Agradeço por você ter insistido em ser meu amigo, apesar das consequências que essa escolha te trouxe.
E principalmente por você me aguentar. Eu sei que sou muito chata, insuportável, tagarela, já disse chata?, mas tu continua ao meu lado, me aturando.
Sei que você acha que quando a faculdade acabar nossa amizade também vai, mas eu quero que você saiba que hoje, dia 21/12/2012, você é meu melhor amigo, e eu não quero te perder por um motivo tão bobo como esse.
Fi, obrigada por tudo!"

quinta-feira, 16 de maio de 2013

When you try your best, but you don't succeed;
When you get what you want, but not what you need;
 
When you feel so tired, but you can't sleep;
Stuck in reverse.


Coldplay

terça-feira, 14 de maio de 2013

Now everybody asks me why I'm smiling out from ear to ear (they say love hurts). But I know (it's gonna take the real work) nothing's perfect. But it's worth it after fighting through my tears. And finally you put me first
Beyoncé

(Agora todo mundo me pergunta porque estou sorrindo de orelha a orelha (dizem que o amor dói). Mas eu sei (vai dar muito trabalho) nada é perfeito. Porém vale a pena depois de lutar com minhas lágrimas. E, finalmente, você me põe em primeiro)

sexta-feira, 3 de maio de 2013

"Eu preciso de você mais do que qualquer um nesse planeta. Eu preciso que você cuide de mim, que você me ature, e mais do que tudo, eu preciso que você me ame, porque eu te amo."

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Quando o mundo der as costas pra você, quando você pensar estar sozinho, quando nem seu cachorro te der atenção,

sexta-feira, 19 de abril de 2013


Chorei de rir na parte em que diz "Não falar que algo e gay : também é gay.", e "quando você tem algo pra falar, é bom avisar que vai falar antes de falar.".
O trecho referente aos coletores de lixo é totalmente verdade. Já recebi uns 5 pedidos de casamento.
Uptown Girls
Choro toda vez que vejo esse filme.
The Wonders
Bom fim de semana! :D

sexta-feira, 5 de abril de 2013

This is the last time I’m asking you this, put my name at the top of your list.
This is the last time I’m asking you why you break my heart in the blink of an eye.
 
 
 
 
 
 
 
 
(Essa é a última vez que eu te peço, coloque meu nome no topo da sua lista. Essa é a última vez que eu te pergunto por que você partiu meu coração num piscar de olhos)
When you love someone, but it goes to waste.
Could it be worse?
 Coldplay.

(Quando você ama alguém mas não dá certo: poderia ser pior?)
Supernatural s05e14
Fome: - A fome não vem só do corpo, ela também vem da alma.
Dean: - Não da minha.
F - É, eu percebi. Você já se perguntou por quê? Como você consegue andar na minha presença?
D - Eu gosto de pensar que é a força do meu caráter.
F - Eu discordo. É um vazio total e sombrio que você tem aí, Dean. Nada o preenche, não é? Comida, bebida, nada.

Brincadeiras às parte, tenho me sentido assim ultimamente. Não importa o quê ou quanto eu coma, continuo me sentindo vazia....

terça-feira, 26 de março de 2013

Esse flerte é um flerte fatal.
Esse flerte é um flerte fatal.
Esse beijo é um beijo fatal.


 Ira!

sexta-feira, 22 de março de 2013

Eu me flagrei pensando em você, em tudo que eu queria te dizer...

... De qualquer jeito, seu sorriso vai ser meu raio de sol.


Charlie Brown Jr.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Só tenho uma coisa a dizer (de novo): POR QUE não é mais verão em Curitiba?????

sexta-feira, 8 de março de 2013

quarta-feira, 6 de março de 2013

So, get out, get out, get out of my head! And fall into my arms instead.
 
 
 
(Então saia, saia, saia da minha cabeça!
E em vez disso, caia nos meus braços.)
 

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Uptown Girls
"Eu preciso de 8 horas de sono. Se eu não tiver isso, meu sistema imunológico cai."





Isso explica porque eu estou me sentido tão mal hoje.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

I reach out trying to love but I feel nothing. Yeah, my heart is numb.
But with you, I feel again.
Yeah with you, I can feel again.



(Cheguei a tentar amar, mas não sinto nada. Sim, meu coração está entorpecido.
Mas com você, eu sinto novamente.
Sim, com você posso sentir novamente)

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

... Like indecision to call you and hear your voice of treason. Will you come home and stop this pain tonight? Blink 182


(Como a indecisão de ligar pra você e ouvir a sua voz de traição. Você virá para casa e acabará com essa dor esta noite?)